Condenado cabecilha de esquema que forjava acidentes para burlar seguradoras

fraudes no seguro automóvel

Saiu hoje a deliberação do Tribunal de Guimarães que condena a oito anos de prisão o principal arguido num megaprocesso por burlas a seguradoras.

As burlas consumavam-se através de acidentes forjados.

Nas alegações finais, o Ministério Público tinha pedido nove anos de prisão para o arguido que indicava como sendo o cabecilha de todo o esquema, que durou quase um ano, entre agosto de 2011 e julho de 2012.

No total, e segundo a acusação, terão sido simulados 24 acidentes, que lesaram 16 companhias de seguros, em mais de 224 mil euros.

O esquema foi desmontado a 3 de julho de 2012, pela Guarda Nacional Republicana de Guimarães, numa operação em foram realizadas 42 buscas, 38 das quais domiciliárias, duas a oficinas de reparação de automóveis e duas a armazéns, nos distritos de Braga, Porto e Vila Real.

Foram apreendidos 26 veículos topo de gama e diverso material e documentação relacionados com as burlas.

Os operacionais do esquema respondiam por associação criminosa, branqueamento de capitais, burla e falsificação de documentos.

No entanto, o Ministério Público acabou por deixar cair o crime de associação criminosa.

Os donos dos veículos que decidiram aderir ao esquema são acusados de burla, falsificação de documento e branqueamento de capitais.

Condenado cabecilha de esquema que forjava acidentes para burlar seguradoras, 5.0 out of 5 based on 2 ratings
VN:F [1.9.22_1171]
Avaliação: 5.0/5 (2 votos)

Mediadora de seguros e principal dinamizadora da criação da Seguros Mais, detém formação superior em Engenharia que aplica nas áreas da consultoria e formação, não deixando de ser elemento ativo nas publicações e avaliações do site.

Deixe um comentário

Utilizamos cookies para análise de tráfego e personalização de conteúdo e anúncios. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Leia mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close