Condenado cabecilha de esquema que forjava acidentes para burlar seguradoras

fraudes no seguro automóvel

Saiu hoje a deliberação do Tribunal de Guimarães que condena a oito anos de prisão o principal arguido num megaprocesso por burlas a seguradoras.

As burlas consumavam-se através de acidentes forjados.

Nas alegações finais, o Ministério Público tinha pedido nove anos de prisão para o arguido que indicava como sendo o cabecilha de todo o esquema, que durou quase um ano, entre agosto de 2011 e julho de 2012.

No total, e segundo a acusação, terão sido simulados 24 acidentes, que lesaram 16 companhias de seguros, em mais de 224 mil euros.

O esquema foi desmontado a 3 de julho de 2012, pela Guarda Nacional Republicana de Guimarães, numa operação em foram realizadas 42 buscas, 38 das quais domiciliárias, duas a oficinas de reparação de automóveis e duas a armazéns, nos distritos de Braga, Porto e Vila Real.

Foram apreendidos 26 veículos topo de gama e diverso material e documentação relacionados com as burlas.

Os operacionais do esquema respondiam por associação criminosa, branqueamento de capitais, burla e falsificação de documentos.

No entanto, o Ministério Público acabou por deixar cair o crime de associação criminosa.

Os donos dos veículos que decidiram aderir ao esquema são acusados de burla, falsificação de documento e branqueamento de capitais.

Condenado cabecilha de esquema que forjava acidentes para burlar seguradoras, 5.0 out of 5 based on 2 ratings
VN:F [1.9.22_1171]
Avaliação: 5.0/5 (2 votos)

Mediadora de seguros e principal dinamizadora da criação da Seguros Mais, detém formação superior em Engenharia que aplica nas áreas da consultoria e formação, não deixando de ser elemento ativo nas publicações e avaliações do site.

Deixe um comentário